Ver este passo a passo é nada menos do que chocante. Em 1993, o volante do Sauber C12 (e de qualquer outro F1) tinha apenas duas borboletas de câmbio e dois botões: um para o rádio e outro para comunicar problemas mecânicos – ele criava um marcador na telemetria para facilitar o acompanhamento simultâneo da equipe. Este vídeo mostra a metamorfose (ao melhor estilo “Black or White”) assustadora dos volantes da Sauber a cada temporada.

Via Jalopnik